26/06/2014

Opinião: A Cidade dos Ossos - Cassandra Clare


Olá!
Faz imenso tempo desde que fiz a minha última resenha, que até foi de O Código Da Vinci, mas a verdade é que eu odeio fazer resenhas! Ter de estar a escrever o que mais gostei e o que menos gostei, e o que achei e essas coisas todas... não é para mim, definitivamente.
No entanto, esta semana acabei o primeiro livro da série Caçadores das Sombras (PT) ou Os Instrumentos Mortais (BR) escrita pela Cassandra Clare e obriguei-me a vir aqui e escrever uma resenha!
Então vamos lá?
P.S. Contém spoilers!
(capa portuguesa)


Titulo: A Cidade dos Ossos
Autor: Cassandra Clare
Editora: Planeta
Páginas: 415
Caçadores das Sombras 1


Sinopse: No Pandemonium, a discoteca da moda de Nova Iorque, Clary segue um rapaz muito giro de cabelo azul até que assiste à sua morte às mãos de três jovens cobertos de estranhas tatuagens. Desde essa noite, o seu destino une-se aos dos três Caçadores de Sombras e, sobretudo, ao de Jace, um rapaz com cara de anjo, mas com tendência a agir como um idiota…



Série:
A série é constituída por 6 livros, que são:
Livro 1 - A Cidade dos Ossos
Livro 4 - A Cidade dos Anjos Caídos
Livro 5 - A Cidade das Almas Perdidas
Livro 6 - City of Heavenly Fire (sem título em português)
(capa brasileira)
A história começa com Clary e o seu melhor amigo, Simon na fila para entrar numa discoteca, a Pandemonium. É nessa altura que Clary vê este rapaz super giro e fica meio interessada por ele.
Dentro da discoteca, ela apercebe-se de que o tal rapaz giro está acompanhado de uma rapariga e que vão em direção do armazém.
E qualquer pessoa pensaria: "Tipico. Homens"
Mas depois, Clary nota que há algo de estranho pois, eles estão a ser seguidos, por dois homens, que têm facas.
Ela alerta Simon, que vai chamar o segurança, e vai atrás dos homens com a ideia de salvar o rapaz giro.
E o que vê dentro do armazém muda a sua vida por completo!
Coisas que ela não sabia, que os humanos não sabem, são reais e essas três pessoas dão-lhe a conhecer este novo mundo sombrio que Clary não fazia a mínima que existia!
E é nesse episódio, que somos apresentados a estas novas personagens: Isabelle, Alec e Jace

A história vai-se desenrolando e várias coisas acontecem: a Clary descobre que é uma Caçadora de Sombras, que é uma raça híbrida de anjo e humano, com a ajuda de Jace. E uma cena que adorei, foi quando a Clary dá uma bofetada ao Jace porque ele tinha "quase" certeza que ela era uma Caçadora de Sombras.

Outra coisa que acontece, é que a mãe da Clary é raptada por um homem muito mau, o Valentine, que era suposto morto e que quer apagar da face da Terra todos aqueles que são habitantes do Mundo-à-Parte, como vampiros, lobisomens, fadas, feiticeiros, sereias... sim, eles são reais.

E para isso, Valentine precisa da Taça Mortal, que lhe dá a oportunidade de criar mais Caçadores de Sombras. O que nem parece assim tão mau, até descobrir-mos que ele pretende tentar transformar todas as crianças mundis (humanas) e que maior parte destas não vai conseguir sobreviver.
A única coisa que o impede de fazer isso, é o seu desconhecimento da localização da Taça Mortal, que foi roubada pela mãe da Clary, que surpreendentemente já foi casada com Valentine.
Então, Clary precisa de resgatar a sua mãe antes que Valentine a mate, e para isso, tem de encontrar a Taça Mortal com a ajuda de Jace e dos outros.


Bom, vamos falar um pouco das personagens sim?
Clary é uma rapariga de 15 anos, que acaba por fazer 16, que não tem grandes amigos, para além de Simon. Nunca faz o que os outros lhe pedem, mas é leal, amiga e luta por aqueles que ama e por aquilo que acredita, não importa o que tenha de fazer ou perder, e isso é algo que admiro nela.
O Jace é a minha preferida porque ele é muito engraçado, forte e super calmo mesmo em situações difíceis. Para além de ser muito sarcástico e usa isso como forma para se defender, deixando ainda transparecer a sua vulnerabilidade. 
Durante o livro, ele e a Clary passam muito tempo juntos, a discutir, a brincar ou simplesmente a conversar para se conhecerem melhor e torna-se bastante visível que há uma atracção entre eles. Só que no final da história, ambos descobrem algo e a partir dai, ambos sabem que não pode haver nada entre eles
Quanto às outras personagens, gostei da Isabelle e do Simon, mas de maneiras diferentes.
Sendo que a Isabelle aparecia menos que o Simon na história, não consegui ter uma grande visão da sua personalidade, mas consegue-se perceber que é uma personagem dedicada, feminina, valente e que não está habituada a lidar com outras raparigas porque a vida toda viveu com rapazes à sua volta, o que eu achei que era compreensível e até gostei da sua maneira de ser.
Mas quanto ao Simon, acho que é uma personagem que passa muito bem despercebida. É um rapaz calmo, muitas vezes ignorado, que por ser mundi é rebaixado pelos Caçadores de Sombras, um pouco solitário e com uma grande paixoneta pela Clary, que é um pouco chata às vezes (ou maior parte do tempo).
Depois temos o Alec, que tem uma grande paixão pelo seu amigo de infância Jace e por isso, não gosta da Clary e odeia o facto de ela puder colocar Jace em perigo, e que ainda por cima, ele não esteja lá para protege-lo. Não gostei muito dele, para ser sincera, acho que aquela paixoneta ofuscou-o um pouco e não dá para simpatizar com a personagem.
E por falar em personagens que não gosto, em que escala é que coloco o Valentine e o Hodge?!
Bom, o Valentine é óbvio por que é que não gosto dele, é um homem frio, não tem coração e faz de tudo para atingir os seus fins.
Mas o Hodge, para mim, é simplesmente idiota.
O Hodge é o tutor de Jace. Ele está amaldiçoado e não pode sair do Instituto, que é uma "casa" para os Caçadores de Sombras, onde eles podem pedir abrigo e auxílio.
E ao longo da história, nós vamos descobrindo mais sobre ele e o porquê de ele não puder sair do Instituto e eu nessa altura, até gostava dele. Mas o que ele fez no fim do livro foi imperdoável! Acho que foi um ato completamente egoísta e idiota! 
Mas vamos seguir em frente...
Também temos a mãe da Clary, Jocelyn e o seu longo amigo, que é um lobisomem mas já foi um Caçador das Sombras, Luke. E Magnus Bane, que é um feiticeiro importante na história.
Mas acho que não tenho grande opinião sobre essas três personagens, por isso, prefiro esperar pelo próximo livro, A Cidade das Cinzas para dar uma opinião sobre eles.


Mas num modo geral, adorei as personagens, porque todas têm a sua história e a cada página que lemos conseguimos cada vez mais conhece-las.
Outra coisa que adorei foi o mundo visto pelos Caçadores das Sombras. Cassandra Clare conseguiu descrever de uma forma maravilhosa todo este mundo oculto da visão dos mundis e que é aquele em que o Jace, a Isabelle, o Alec, Hodge e todos os outros vivem desde que nasceram e que mostram à Clary quando eles se conhecem. 
No entanto, ainda houve muitas coisas que não consegui perceber e espero conseguir nos próximos livros.
Também achei que a ideia das runas, que são marcas que os Caçadores de Sombras desenham para invocar proteção ou poder, muito original! Mesmo tendo por vezes, não conseguido visualizar bem a runa que estava a ser descrita no livro.
Mas A Cidade dos Ossos é tão mais do que escrevi aqui! Tem drama, ação, fantasia, amor e quando fechamos o livro temos aquela sensação de querer voltar a abri-lo e relê-lo imediatamente.
Recomendo fortemente que lhe dêem uma oportunidade e se deixem levar pela tontices da Clary, o sarcasmo do Jace e aquele final... aquele terrível final que foi A Cidade dos Ossos e que nos deixa desesperadas para comprar o próximo livro e ver o que vai acontecer a seguir.

Muito bom, uma ótima leitura para quem aprecia Fantasia!



Em 2013, o livro foi adaptado para o cinema com Lily Collins no papel de Clary e Jamie Campbell Bower no papel de Jace.  
Acho que os atores foram bem escolhidos (bom, a Clary no livro tem cachos e cabelo ruivo) de uma forma geral.
Foi uma pena o filme não ter chegado nem de perto à grandeza que eu acho que o livro conseguiu chegar, e se fosse pelo filme, eu nunca teria lido este livro.
Se fosse para avalia-lo, provavelmente daria 3 estrelas porque acho que os atores fizeram bem o seu papel, mesmo tendo faltado aquele brilho, aquela chama que incendeia os corações dos fãs desta série.


Deixo aqui o trailer para verem:



Espero que tenham gostado e que leiam o livro! Não vão desperdiçar o vosso tempo!
Beijos, Ana

Sem comentários:

Enviar um comentário